BMW pisca o olho aos eléctricos

É inegável a qualidade BMW. Mas, depois dos motores a gasolina e diesel, a marca promete dar cartas nos eléctricos. O 530 iPerformance é só um caso.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

Há muito que não conduzia um BMW. Muito menos um híbrido! A proposta de experiência por parte da marca não foi, por isso, posta de lado nem por um segundo. Confesso que quando me aproximei do 530e vacilei… Depois de ter acabado de deixar para trás um “carro de bolso”, ou de dois lugares, a berlina desportiva pareceu-me gigante. Mas para a frente é que é caminho. E foi!

Se a dimensão se impõe – apesar de, em termos de imagem exterior e interior, não ter notado grande salto diferenciador face a outros modelos da mesma Série -, a verdade é que assumimos e percebemos este modelo da BMW poucos depois de nos sentarmos ao volante.

Lá dentro impera espaço, conforto, alta tecnologia, pormenor e qualidade de materiais. Tudo conjugado e combinado para uma condução fácil, segura, e em que a estrada pouco ou nada se sente. E foi à estrada que me fiz, mais propriamente em direcção ao Porto.

O modelo é um híbrido plug-in, como referi. Por isso, acreditei que o consumo iria ser controlado. A baixa velocidade consegue-se o eléctrico, claro, mas depois entra o motor de 4 cilindros a gasolina… Ou seja, em estrada, é impossível resistir. Não só porque o 530e iPerformance se cola ao asfalto e permite a velocidade – o que faz com que entre o motor de gasolina em funcionamento -, como o facto de ser pesado também não ajuda.

“O BMW 530e iPerformance possui diversos modos de tração que permitem ao condutor influenciar consideravelmente o consumo real. O resultado prático depende, em primeiro lugar, do modo de condução seleccionado e, em segundo, do estilo de condução”, diz a marca.

Mas, diria, será “pormenor” para quem o conduzir. Compensado, de resto, pelo abosluto silêncio a bordo, pelo sistema de som Harman/Kardon que é excelente ou o de info-entretenimento, de topo.

E claro que pode ser carregado numa tomada doméstica através do cabo de carregamento fornecido, o que é fácil. Uma hora e meia depois, estava mais que pronto a voltar à estrada. Sim, este 530e garante mesmo todo o prazer de condução. É ágil, com forte capacidade de travagem – só tive que o testar uma vez, mas aplaudi! -, e um conforto irrepreensível, mesmo após horas de condução.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...