BlackBerry admite abandonar smartphones se não forem rentáveis

Se, até 2016, os smartphones da Blackberry não produzirem lucro para a empresa, a tecnológica admite encerrar a divisão de hardware. A afirmação é de John Chen, director-executivo, numa conferência organizada pelo Re/Code, onde acrescentou que a BlackBerry está neste negócio por acreditar que tem algo a acrescentar. No entanto, se o mercado não pensar da mesma forma, os famosos telemóveis corporativos chegarão ao fim.

A BlackBerry prepara-se também para lançar o Priv, o primeiro smartphone da marca com um sistema operativo de outra tecnológica, neste caso da Google, sendo que o escolhido foi o Android. O Priv foi desenvolvido a pensar nas condições de segurança exigidas pelas empresas e, em especial, por entidades governamentais, mantendo, assim, as soluções de privacidade características da BlackBerry mas juntando as ferramentas de produtividade do Android.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Os 10 Ferrari em exemplar único no Mundo