Billabong recebe proposta de compra de 622 ME

billabong1A empresa de private equity TPG Capital apresentou uma proposta de aquisição no valor de 765 milhões de dólares australianos (aproximadamente 621,9 milhões de euros) à Billabong, segundo a Bloomberg. A empresa australiana de material de surf enfrenta dificuldades financeiras e já anunciou medidas como a venda de 48,5% da marca Nixon.

A oferta da TPG Capital ascende a três dólares australianos (ou 2,44 euros) por acção, o que corresponde a um prémio de 68% em relação ao valor bolsista da cotada australiana, refere a Bloomberg.

A Billabong, que nos últimos dez anos fez 15 aquisições entre marcas e redes de retalho, tem sido prejudicada pela queda das vendas na Europa e no mercado interno e pela valorização da divisa australiana. A empresa, sediada em Queensland, Austrália, sofreu, no acumulado do segundo trimestre de 2011, uma quebra de 72% nos lucros líquidos para 16,1 milhões de dólares (cerca de 13 milhões de euros), anunciou a empresa na passada sexta-feira.

De acordo com a Bloomberg, a dívida da dona de marcas como Von Zipper e Element totaliza 851 milhões de dólares australianos, sendo que mais de metade vence em 2013. Numa tentiva de reduzir os custos em 30 milhões de dólares australianos, a Billabong já anunciou que vai cortar 400 postos de trabalho e fechar entre 100 e 150 lojas em todo o mundo (possui uma rede mundial de 677 pontos de venda).

Assim, apesar da proposta da TPG Capital, a Billabong está, por enquanto, a enveredar por outras soluções para amortizar a dívida, como a venda de acções. A empresa já alienou 48,5% do capital da marca de acessórios para jovens Nixon à Trilantic Capital Partners (TCP), numa operação de joint venture. Em comunicado, emitido no final da semana passada, a Billabong anuncia que estima encaixar cerca de 285 milhões de dólares americanos (aproximadamente 214,9 milhões de euros) com esta transacção.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?