Bens de Grande Consumo têm espaço para crescer online

Em Portugal, 94% das pessoas com acesso à internet já fez pelo menos uma compra online. Dados da Nielsen apontam para Viagens, Moda, Eventos, Papelaria e Tecnologia como as categorias preferidas pelos consumidores na hora de optar pelo comércio electrónico, ainda que também seja assinalável o dinamismo no que respeita à compra de refeições para entrega ao domicílio. Em 2018, esta categoria registou um aumento de 9% face a 2017.

«Num cenário de crescente confiança e de recuperação do consumo, a Nielsen tem vindo a observar uma maior procura por soluções que ofereçam uma maior qualidade de vida e mais tempo para atividades de lazer», comenta Mafalda Silva Ferreira, Client Development senior da Nielsen. Segundo a responsável, as soluções de conveniência são uma tendência não só no mundo físico como também no online.

Relativamente a produtos de mercearia, o Nielsen Connected Commerce Report 2018 revela que os portugueses estão mais disponíveis para a compra online quando lhes são oferecidas determinadas opções e garantias de qualidade: 51% dos consumidores valoriza a possibilidade de devolução, 42% refere a substituição de artigos no próprio dia e 42% aponta para o serviço de entrega gratuita.

«A oportunidade do e-commerce em Portugal existe e é real também para os Bens de Grande Consumo», afirma Mafalda Silva Ferreira. «O desafio para marcas e retalhistas é exactamente ir ao encontro das necessidades e missões de compra do shopper, desenvolvendo uma oferta específica para a compra online, com base na segurança, no sortido, na conveniência e na simplicidade», conclui.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva