BCP fecha semestre com prejuízo de 488 milhões de euros

millennium_bcp11_2O Millennium BCP terminou os primeiros seis meses do ano com um prejuízo de 488,2 milhões de euros, que compara com o resultado líquido negativo de 544,3 milhões no período homólogo do ano passado.

Os resultados reflectem o efeito da conclusão da operação de venda da totalidade do capital social do Millennium bank na Grécia, bem como a imparidade associada à subscrição de acções ordinárias do Piraeus Bank, no montante global negativo de 121,7 milhões de euros, informa o Millennium BCP em comunicado.

O resultado líquido foi ainda prejudicado pela actividade em Portugal, a qual foi “condicionada pelo desempenho da margem financeira, dos resultados em operações financeiras e pelo nível de dotações para imparidade do crédito e para outras imparidades e provisões, não obstante a redução dos custos operacionais [-2,3%, para 612,2 milhões de euros]”, explica o banco.

No primeiro semestre, a margem financeira do banco situou-se em 388,1 milhões de euros, menos 33,3% em relação aos 582,1 milhões no período homólogo de 2012. Já o produto bancário caiu 35,8%, para 790,8 milhões de euros.

O contributo das operações internacionais (excluindo a Grécia) para o resultado líquido consolidado foi de 84 milhões de euros, o que representa uma subida de 12,7% face ao mesmo período de 2012.

No período em análise, o Millennium concedeu menos crédito quer a empresas (-7,9%) quer a particulares (-4,6%). No total, houve um corte de 12,7%, para 61,4 mil milhões de euros, contra 70,3 mil milhões no mesmo período do ano passado.

Ao nível dos depósitos de clientes, o banco registou um aumento de 4,7%, para 47,5 mil milhões de euros. Em Portugal, o aumento foi de 3,2%.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)