Audiência do Nickelodeon cresce com “Escola dos Youtubers”

A segunda temporada da “Escola dos Youtubers” chegou este fim-de-semana à televisão, ao canal Nickelodeon. A estreia do mais recente episódio foi no sábado, dia 30 de Novembro, ficando disponível na app Nick Play a partir de dia 1 de Dezembro.

A série “Escola dos Youtubers” nasceu e vive no Youtube e vai já na segunda temporada. Com mais de 6,5 milhões de visualizações, tornou-se um fenómeno digital que, com o apoio do canal Nickelodeon, chegou também à televisão.

Paulo Sousa, Diogo Costa, Mafalda Creative, Gabriel Ferreira, Catarina Perez, Miglu Santos, Rafael Borges, Carly Santos e Tiago Bandeira são alguns dos youtubers que dão vida a este episódio, que conta com a participação especial da actriz Helena Costa.

A aposta do canal Nickelodeon (canal detido pela Viacom) na “Escola dos Youtubers” foi o mote para uma conversa com Marta Caeiro, directora de Marketing da Viacom Portugal.

Quais os motivos que ditaram a aposta do canal Nickelodeon numa série pensada para o Youtube?

O Nickelodeon chegou à televisão portuguesa há 14 anos. Em quase década e meia, presenciámos inúmeras alterações no mercado do entretenimento. O público hoje é diferente, mesmo o juvenil, com hábitos de consumo diferentes, o que nos leva a procurar novas fórmulas de conteúdo. A missão do Nickelodeon é tornar o mundo um lugar mais divertido, colocando sempre as crianças em primeiro lugar. Dado que a série “Escola dos YouTubers” é um projecto com uma legião de fãs imensa, que conta na totalidade com mais de 6,5 milhões de visualizações no YouTube – o que demonstra a importância que esta plataforma tem junto do target juvenil em Portugal –, fazia todo o sentido apoiarmos esta produção e fazê-la chegar à televisão.

Quais os resultados da primeira série em comparação com os outros programas em antena?

Comparando com os quatro sábados anteriores, a estreia do episódio “Escola dos YouTubers – Baile de Finalistas” proporcionou-nos um crescimento, no universo, de mais de 272% em rating e 288% em share. A pegada digital de todo o projecto foi a melhor de sempre nas redes sociais, com mais de 2 milhões de reach e um nível muito elevado de engagement em todas as plataformas.

O que ganha a marca Nickelodeon com esta aposta?

Esta aposta permite à Viacom reforçar a sua presença junto dos espectadores, dando cartas no universo digital, que é explorado não só no que diz respeito ao Nickelodeon, mas também à MTV Portugal.  A MTV Portugal fez o primeiro Casting Digital para escolher os seus apresentadores, incluindo na sua mecânica o envio de um vídeo de participação através do WhatsApp. Também no início deste ano, a MTV Portugal apresentou o primeiro conteúdo desenvolvido exclusivamente para a IG TV no Instagram – o MTV News. Um formato breve, no qual os VJs do canal apresentam aos seguidores as principais notícias que estão a marcar o mundo Pop, permitindo que estes participem, reajam e interajam no momento. Este tipo de projectos permite-nos chegar a novos públicos, acompanhar e criar tendências e reforçar a relevância das propriedades Viacom, que acompanham as várias fases da vida dos nossos espectadores: primeiro o Nick Jr., depois o Nickelodeon e, por fim, a MTV com os seus programas icónicos.

Quais os novos públicos que conseguem impactar?

Estes projectos são importantes para a localização dos conteúdos, assim como para criar sinergias com os talentos nacionais do YouTube e com todo o universo digital. A família Nickelodeon, com uma grelha de programação que conta com algumas das personagens mais icónicas e adoradas da televisão, como é o caso do SpongeBob, da Patrulha Pata ou das Tartarugas Ninja, já tem um enorme património no universo digital. Vale a pena referir que, a cada 4 segundos, alguém no mundo menciona o Spongebob na web. Claro que para nós também é essencial trazer esse universo digital para o mundo real. O Nick Fest, por exemplo, um grande evento que, em dois dias, levou 50 mil crianças, jovens e suas famílias à Quinta da Marialva, no concelho do Seixal, conseguiu trazer toda a animação Nickelodeon para o terreno, quer com as nossas mascotes, como até com a Escola dos YouTubers, dando oportunidade aos fãs de conhecerem pessoalmente os seus ídolos, de participarem em actividades divertidas com eles, de lhes fazerem perguntas e de terem, assim, a experiência de uma interacção que passou do virtual para o real.

O canal está envolvido, de alguma forma, na produção dos programas?

O Nickelodeon apoia a produção da série “Escola dos YouTubers” disponibilizando as suas diversas plataformas (televisão, app e redes sociais), que chegam diariamente a milhares de pessoas, de forma a dar o destaque merecido a este projecto. Há também uma integração da marca Nickelodeon no conteúdo, já que a série conta com a presença da Catarina Perez apresentadora do Nick e da Catarina Perez da “Escola dos Youtubers”. Contudo trata-se de um projecto nacional, criado, realizado e produzido exclusivamente por jovens apaixonados pela área do entretenimento, que conquistaram um número impressionante de fãs. Todos os participantes têm muito talento e é uma honra para o Nickelodeon poder apoiar este projecto único.

Além da “Escola dos YouTubers”, estão a ser canalizados para o canal outros programas pensados para outras plataformas?

Faz parte do ADN da Viacom e do Nickelodeon procurar novas parcerias estratégicas, das quais resultem a produção e/ou a disseminação de conteúdos marcantes, quer seja com os nossos distribuidores, com a produção de novos filmes para cinema, com produções digitais, on air ou on the ground, estamos a preparar novos projectos e acreditamos que 2020 será um grande ano para o Nickelodeon.

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta empresa está no top 3 das empresas mais atractivas para jovens
Automonitor
FIA escolhe Braga como palco do Hill Climb Masters 2020