Apple vai pagar dividendos pela primeira vez em 17 anos

Tim CookA Apple anunciou hoje que vai distribuir, pela primeira vez desde 1995, dividendos pelos seus accionistas, que vão receber 2,65 dólares (cerca de dois euros) por acção, o que corresponde a 1,81% do valor actual dos títulos da empresa da maçã.

Esta foi a forma encontrada pela empresa mais valiosa do mundo por capitalização bolsista para dispersar parte dos 97,6 mil milhões de dólares (aproximadamente 74,2 mil milhões de euros) que possui em caixa e investimentos.

O pagamento de dividendos será feito numa base trimestral a partir do quarto trimestre fiscal, que tem início no próximo dia 1 de Julho, anunciou a Apple em comunicado, citado pela agência Bloomberg. Para além disso, a empresa vai iniciar, no início do ano fiscal de 2013, que começa a 30 de Setembro, um programa de recompra de acções. Ao longo de três anos, a Apple pretende gastar 45 mil milhões de dólares (cerca de 34,2 mil milhões de euros) com a distribuição de dividendos e a recompra de acções, o que equivale a cerca de metade do balanço da tecnológica sediada em Cupertino, Califórnia.

O anúncio da Apple foi feito no seguimento de uma conferência telefónica liderada por Tim Cook, Chief Executive Officer (CEO) da tecnológica americana, e Peter Oppenheimer, Chief Financial Officer (CFO), realizada esta manhã pelas 9 horas (hora local) em Nova Iorque, e confirma as notícias que vinham a ser avançadas pela imprensa internacional. A especulação da imprensa acentuou-se quando Tim Cook afirmou, há cerca de um mês, que a empresa tinha “mais dinheiro do que é preciso para gerir uma empresa” e que o conselho de administração estaria a considerar as suas opções para gastar esse dinheiro.

A última vez que a Apple compensou os investidores remonta a 1995, antes do regresso de Steve Jobs à companhia, altura em que distribuiu 12% do valor das suas acções. O processo foi, na altura, interrompido devido à incerteza na liderança da companhia e à perda de quota de mercado. Segundo a Bloomberg, a Apple era até agora, a par da Google, a única empresa tecnológica com um valor de mercado acima dos 100 mil milhões de dólares que não pagava dividendos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Colaboradores da Altice caminharam pela Associação Acreditar
Automonitor
Carro do Ano 2020: Qual dos 24 candidatos irá suceder ao Peugeot 508?