Apple lança serviço de streaming e subscrição de revistas

Ao contrário do que é habitual, os equipamentos não foram o foco do evento de hoje da Apple. A tecnológica da maçã lançou um conjunto de novos serviços que permitem diversificar as fontes de receitas e tornar a marca maior e mais abrangente: cada vez mais, deixa de ser uma fabricante de smartphones e computadores para passar a ser uma insígnia transversal, com um leque alargado de serviços.

Uma das grandes novidades é o Apple TV Plus, um serviço de streaming de vídeo que terá como foco a produção própria. E Tim Cook, CEO da Apple, conta já com uma lista extensa de nomes fortes para suportar esta aposta: Reese Witherspoon e Jennifer Aniston vão assinar um programa chamado “The Morning Show”, que dá conta dos bastidores dos telejornais da manhã e que terá Steve Carell no elenco; Jason Momoa e Alfre Woodard estão a trabalhar numa série de ficção científica; Kumail Nanjiani está a preparar “Little America”, programa focado em imigrantes; e Steven Spielberg irá recuperar a marca Amazing Stories.

A Apple deverá gastar dois mil milhões de dólares (1,77 mil milhões de euros) só este ano em conteúdos originais, de maneira a concorrer com outras plataformas como Netflix, Hulu e Amazon.

Peter Stern, da direcção da Apple, explica que criaram uma nova experiência de televisão que permite ao consumidor pagar somente pelos canais que quer, tudo na mesma app, com a password que já têm – neste caso, dirige-se às pessoas que já utilizam o antigo Apple TV. Estes canais dizem respeito aos próprios conteúdos mas também aos parceiros, incluindo HBO, Showtime e CBS All Access. Ver tudo on-demand e sem anúncios, descarregar programas para ver mais tarde e qualidade de áudio e imagem fazem parte da proposta de valor do novo serviço.

Outra novidade apresentada hoje é o Apple News Plus, serviço de subscrição para quem quer estar sempre a par das últimas reportagens e tendências. Disponível nos Estados Unidos da América e Canadá, permite aceder a mais de 300 revistas por 9,99 dólares (cerca de 8,82 euros). Trata-se de uma evolução da aplicação Apple News, que já existia mas não contemplava títulos como The New Yorker, Esquire, National Geographic e Vogue.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)