Apple apresenta iPad mini e… não só

As suspeitas confirmaram-se. A Apple apresentou o iPad mini, um tablet 23% mais fino e 53% mais leve que o iPad de terceira geração.

Com um ecrã multi-touch de 7,9 polegadas e câmaras Face Time HD e iSight, o novo equipamento tem uma autonomia de até 10 horas. Além disso, e graças ao seu design, é possível segurá-lo “com apenas uma mão”, adianta a empresa da maçã em nota enviada à imprensa.

Como explicou na mesma missiva Philip Schiller, vice-presidente sénior de Marketing Global da Apple, «o iPad mini é um verdadeiro iPad em todos os sentidos». O tablet, continua, possui o mesmo número de pixéis que o iPad original e o iPad 2, suportando mais de 275 mil aplicações, desenhadas especificamente para o iPad.

O iPad mini, com uma estrutura em alumínio e vidro de 7,2 mm de largura e 308 gramas de peso, oferece uma área de ecrã 35% superior à oferecida pelos tablets de sete polegadas, garantido até 67% mais de área de visualização útil em navegação na internet.

Mas o iPad mini não foi filho único, já que a companhia liderada por Tim Cook apresentou ainda o iPad de quarta geração, com um ecrã retina de 9,4 polegadas, o processador A6X da Apple e uma câmara Face Time HD. Tanto a versão mini do tablet como a de quarta geração vêm equipadas com o iOS 6. Do leque de funcionalidades o iPad de quarta geração destaca-se também a câmara FaceTime HD, integrada num design igualmente fino e leve.

O iPad mini com Wi-Fi será comercializado nas versões preto & ardósia e branco & prateado, por um preço recomendado de 339 euros, já com IVA incluído, para o modelo de 16 GB; 439 euros (com IVA) para o modelo de 32 GB; e 539 euros (incluindo IVA) para o modelo de 64GB. O iPad de quarta geração com Wi-Fi estará disponível em preto ou branco, a uma preço recomendado de 509 euros (incluindo IVA) no caso do modelo de 16GB; de 609 euros (incluindo IVA) no caso do modelo com 32GB; e de 709 euros (incluindo IVA) no modelo com 64GB.

Estas duas novas propostas da Apple vão estar à venda através da Apple Online Store (www.apple.com/pt) e revendedores autorizados da empresa em Portugal, EUA, Austrália, Áustria, Bélgica, Bulgária, Canadá, Republica Checa, Dinamarca, Finlândia, França Alemanha, Espanha, Suíça, Reino Unido, entre outros mercados.

Na senda das novidades, a empresa apresentou ainda o novo iMac, “o desktop mais avançado que a Apple concebeu”, defende em comunicado. Em alumínio e vidro, com até menos 40% de volume face ao seu antecessor, e contando o seu ponto mais fino com 5 mm de espessura, o novo iMac “assegura uma tecnologia de elevada performance”, reforça Philip Schiller, vice-presidente sénior de Marketing Global da Apple.

A Apple actualizou ainda o Mac mini com processadores dual core Intel Core i5 e quad core Intel Core i7, duas vezes mais rápidos e com gráficos integrados, capazes de um processamento até 65 por cento mais rápido.

Também o MacBook Pro de 13 polegadas tem uma nova roupagem, que inclui um ecrã retina e armazenamento flash num novo design. Com 1,9 centímetros e 1.6 quilos, o portátil MacBook Pro de 13 polegadas com ecrã retina é 20% mais fino e cerca de 500 gramas mais leve que o actual MacBook Pro de 13 polegadas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Portugal atraiu 610 estrangeiros «altamente qualificados» através deste programa
Automonitor
Regulamento da mobilidade elétrica obriga a celebrar contratos de adesão