Apple acusa Samsung de chantagear a Nokia

Nokia_2É mais um capítulo na guerra judicial que a Apple e a Samsung têm travado um pouco por todo o mundo por causa dos direitos de propriedade intelectual. Desta feita, a empresa da maçã queixou-se junto de um tribunal californiano que a rival sul-coreana partilhou com os seus executivos detalhes sobre um acordo confidencial estabelecido entre a Apple e a Nokia para o licenciamento de patentes, tendo depois tirado partido deste conhecimento para tentar negociar um acordo semelhante.

Segundo a Apple, os termos da parceria entre a Apple e a Nokia não podiam ser partilhados com ninguém de fora da equipa legal da Samsung. No entanto terão chegado ao conhecimento dos executivos da companhia sul-coreana.

De acordo com o site especializado em tecnologia AllThingsD, a empresa norte-americana baseia a sua acusação nas declarações de Paul Melin, o responsável pelo gabinete de Propriedade Intelectual da Nokia. Paul Melin conta que, num encontro entre executivos da Samsung e da Nokia, Seungho Ahn, executivo da multinacional sul-coreana, o informou que estava a par dos contornos do contrato entre a Apple e a Nokia.

O responsável recorda ainda que “para provar à Nokia que conhecia os termos confidenciais do acordo, [Seungho] Ahn citou as condições e foi tão longe ao ponto de afirmar que ‘toda a informação vaza'”, lê-se no documento enviado pela Apple ao tribunal, citado pelo AllThingsD. “A Samsung utilizou depois este conhecimento dos termos do acordo de licenciamento entre a Apple e a Nokia para ganhar uma vantagem injusta nas suas negociações com a Nokia, afirmando que as mesmas condições deveriam ditar o acordo de licenciamento entre a Samsung e a Nokia”, acusa a empresa da maçã.

As primeiras decisões sobre esta acusação devem ser conhecidas a partir de 22 de Outubro, dia em que Seungho Ahn irá prestar depoimento.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Luís Araújo é o keynote speaker da XVIII Conferência Human Resources
Automonitor
Vídeo: Intervenção de Miguel Rodrigues na 2ª Conferência AUTOMONITOR