Anúncios a junk food para crianças: sim ou não?

O Commitee of Advertising Practice (CAP), instituição responsável por regular a publicidade em todos os tipos de meios no Reino Unido, excepto televisão e rádio, abriu hoje para consulta pública a questão dos anúncios a fast food dirigidos a crianças. “A nossa acção chega em resposta à preocupação alargada da sociedade relativamente à obesidade infantil, bem como a necessidade em assegurar que as regras da publicidade reflectem a mudança de hábitos de media entre os jovens”, explica a entidade em comunicado.

A proposta da CAP passa por limitar os locais em que a publicidade a comida e bebidas com níveis elevados de gordura, sal ou açúcar pode ser colocada. Estão em causa não só locais físicos como mupis ou cartazes mas também todas as plataformas digitais. A CAP pretende ainda reforçar a aplicação das regras já existentes relativamente à proibição da utilização de personagens ou figuras públicas populares junto das crianças para publicitar este tipo de produtos alimentares.

A instituição ressalva que existem provas científicas de que existem outros factores que contribuem mais para o aumento da obesidade infantil do que a publicidade (influência parental, educação ou exercício físico), mas que, ainda assim, qualquer impacto positivo, por mais pequeno que seja, é uma forma de sucesso. A consulta pública termina a 22 de Julho.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Eleven Sports tem novo CEO
Automonitor
Elon Musk e os problemas com as janelas dos carros