Antigo CEO da fabricante do Blackberry deixa empresa em definitivo

jim-balsillie-rim-image1O antigo co-fundador e CEO da Research in Motion (RIM), Jim Balsillie, abandonou a administração da fabricante dos smartphones Blackberry. A decisão foi anunciada no mesmo dia em que a empresa divulgou uma quebra de 25% das receitas no quatro trimestre fiscal.

Jim Balsillie e Mike Lazaridis, ambos fundadores da RIM, anunciaram em Janeiro passado a demissão do cargo de presidente executivo da empresa canadiana, o qual partilhavam, tendo sido substituídos por Thorsten Heins, antigo CEO da Siemens AG. Enquanto Lazaridis transitou para o cargo de vice chairman da RIM, Balsillie passou a director da administração. Agora, o antigo co-fundador abandona em definitivo a empresa, que tem perdido terreno para a Apple e Android.

«No momento em que completo a minha saída da RIM, estou grato por esta experiência memorável e por ter tido a oportunidade de trabalhar com profissionais extraordinários que ajudaram a transformar uma ideia canadiana num sucesso global», afirmou Jim Balsillie, citado num comunicado da RIM. Para além de Balsillie, também David Yach, chief technology officer (CTO), e Jim Rowan, chief operating officer, estão de saída da empresa.

No mesmo comunicado, a empresa sediada em Waterloo, Ontario, anunciou que obteve receitas no valor de 4,2 mil milhões de dólares (aproximadamente 3,15 mil milhões de euros) no quarto trimestre fiscal, que terminou a 3 de Março. Este valor representa uma quebra homóloga de 25%, bem como uma redução de 19% quando comparado com o trimestre anterior. A empresa registou um prejuízo operacional de 125 milhões de dólares (cerca de 93,7 milhões de euros).

No último trimestre, a RIM vendeu 11,1 mil milhões de smartphones Blackberry e cerca de 500 mil tablets PlayBook Blackberry, de acordo com o comunicado da empresa.

No total do ano fiscal que terminou a 3 de Março, a empresa obteve receitas acumuladas de 18,4 mil milhões de dólares (aproximadamente 13,8 mil milhões de euros), o que significa uma quebra de 7% em relação aos 19,9 mil milhões de dólares arrecadados no exercício anterior.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
Primeiro Porsche 911: Uma obra-prima alemã