Amnistia Internacional apela à descriminalização do aborto

Amanhã, os senadores argentinos terão a oportunidade de aprovar uma lei que descriminaliza o aborto. Hoje, a Amnistia Internacional ocupa uma página da edição internacional do The New York Times para garantir que o mundo todo sabe que a votação irá acontecer.

Recorrendo à imagem de um cabide, objecto associado a abortos ilegais, a organização de direitos humanos lembra que as complicações na sequência de abortos realizados em condições precárias são a principal causa de mortalidade materna na Argentina. A votação de amanhã poderá ajudar a mudar este cenário.

Em comunicado, a Amnistia Internacional indica que o anúncio poderá ser visto em 134 países – os mercados onde o The New York Times é distribuído. «Queremos enviar uma mensagem ao Senado da Argentina, de que o mundo está a ver se farão o que é correcto pelas mulheres, eliminando o sofrimento causado pela criminalização do aborto», indica Erika Guevara-Rosas, directora da organização para as Américas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio