Airbnb também é voos, serviços e experiências

Depois de oito anos, a Airbnb decidiu alargar o seu âmbito de acção e já não é apenas uma plataforma de arrendamento temporário de imóveis. A mudança chega através do lançamento da plataforma Trips, que engloba casas, mas também experiências e locais. Em breve, serão acrescentadas as funcionalidades referentes a voos e serviços.

A vontade de tornar a Airbnb uma plataforma mais completa e com soluções para as várias fases das viagens dos seus utilizadores já tinha sido avançada em Maio, mas só agora é confirmada com projectos específicos. “A plataforma Trips vai tornar as viagens mágicas, ao envolver os viajantes em comunidades por todo o mundo. Os viajantes vão obter um acesso, sem precedentes, a paixões e interesses locais, como a arte de fabricar violinos em Paris ou correr uma maratona no Quénia”, explica a Airbnb em comunicado.

A empresa explica ainda que pretende levar a sensação de comunidade, que já aplica no arrendamento de imóveis, ao resto da viagem e, “fazendo isto, arranja uma forma de as pessoas conseguirem um rendimento extra através das suas paixões e interesses”.

Nova secções

Relativamente à nova secção “Experiências”, a Airbnb vai apresentar actividades desenhadas e guiadas por especialistas locais. Desde um workshop sobre como manusear uma espada samurai a formação sobre carros clássicos e apanha de trufas na Toscânia. A plataforma Trips arranca com cerca de 500 experiências em 12 cidades, mas os anfitriões das restantes, incluindo Lisboa, podem enviar os seus pedidos para publicar anúncios nesta secção.

A Trips vai ter ainda a funcionalidade “Itinerário de Viagem”, que concilia na mesma cronologia todas as informações e experiências marcadas. Com o tempo, garante a Airbnb, a cronologia será capaz de aprender os gostos dos utilizadores e sugerir opções personalizadas.

A secção “Locais” vai incluir recomendações de centenas de milhares de anfitriões inscritos na Airbnb, pessoas que conhecem os bairros e influenciadores. Aqui, os utilizadores poderão encontrar uma alternativa às listas de locais a visitar disponíveis nos guias turísticos e que levam todos os viajantes para os mesmos sítios. As sugestões estão reunidas nos chamados “Insider Guidebooks” que, para já, dizem respeito apenas a Los Angeles, São Francisco, Havana, Nairobi, Detroit e Seul.

Uma parceria com a Detour resulta ainda na possibilidade de os utilizadores da Airbnb realizarem visitas turísticas com áudio-guia em Paris, Londres, Tóquio, Los Angeles, São Francisco e Seul, a partir da Primavera do próximo ano. O objectivo será alargar este serviço a outras cidades.

Por fim, a secção “Locais” apresenta ainda uma funcionalidade sob o nome “Encontros”, permitindo que utilizadores na mesma cidade, na mesma noite, se possam encontrar. O objectivo é que negócios locais possam receber eventos regulares ou únicos dirigidos a hóspedes e anfitriões da plataforma.

Com a plataforma Trips chega também um novo processo de autenticação de identidade para a comunidade de “Experiências” da Airbnb. A plataforma vai pedir aos anfitriões e hóspedes que digitalizem um documento oficial de identificação e que tirem uma selfie. As imagens são analisadas para confirmar se as fotografias coincidem.

Para já apenas exigido aos utilizadores de “Experiências” , este processo está a ser testado também para a reserva de casas.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pedro Mota Soares assume liderança da Apritel
Automonitor
Sem paciência para trotinetes elétricas? Vêm aí as trotinetes autónomas!