Adobe mostra evolução dos bancos de imagens

Um aperto de mão entre executivos, alguém a escrever num quadro branco ou idosos a sorrir em frente ao computador constituem alguns dos cenários mais comuns nos bancos de imagens. Quem o lembra é a Adobe na sua mais recente campanha que, curiosamente, quer realçar não este tipo de clichés, mas sim a evolução verificada neste tipo de fotografias.

Actualmente, os bancos de imagens oferecem uma multiplicidade de hipóteses, além dos clássicos que parecem ter ficado parados no início do século. As imagens estão mais modernas e adequadas ao estilo de vida do presente – computadores portáteis gigantes já não fazem muito sentido.

No caso do Adobe Stock, a luta pela modernidade vai ainda mais longe. De acordo com a Adobe, o banco de imagens da marca elimina automaticamente quaisquer imagens que possam estar datadas, reduzindo de forma eficiente o número de fotos pelas quais os utilizadores têm de navegar em busca da foto ideal.

Para promover o Adobe Stock, a marca colaborou com a agência Abby Priest que aproveitou o espírito revivalista e a cultura hipster para dar um último destaque às típicas imagens deste tipo de plataformas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O Jim não é humano mas já é o melhor recrutador do maior banco de Singapura
Automonitor
Escapadinhas: Avis lança a campanha “Weekend XXL”