AdLight com novo suporte para táxis

adlight_campanha-optimus-035Começaram hoje a circular, em Lisboa, táxis com um novo suporte publicitário localizado no tejadilho dos veículos. O novo suporte, em forma de prisma triangular, tem exploração da AdLight, sociedade anónima criada para fazer a sua exploração. A implementação da primeira campanha nestes suportes arrancou hoje com a Optimus como anunciante e deverá manter-se até à terceira semana de Setembro. “Agora arranca o esforço comercial e poderemos aferir do interesse dos anunciantes e das agências”, comentou João Pedro Lucena, administrador da AdLight.

Até 31 de Agosto estarão a circular, em Lisboa, 200 veículos com este novo suporte, disponibilizando 400 faces para publicidade, como 1,10mx0,35m. A rede de 400 faces tem um preço de tabela de 27.500 euros por semana. “Um baixo custo por mil contactos”, assegura João Pedro Lucena.

Entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2011 a AdLight conta ter um total de 400 veículos (800 faces), sendo um terço destes na região do Porto. Nessa fase será possível que o anunciante compre ambas as redes ou apenas a de Lisboa ou a do Porto.

“A ideia surgiu há cerca de dois anos e meio, mas a portaria 277-A/99 limitava a afixação de publicidade nos táxis aos guarda-lamas traseiros e às portas laterais dos carros. Fizemos uma exposição ao IMTT com um pedido de alteração legislativa que previsse explicitamente a colocação de publicidade nos tejadilhos dos táxis. O IMTT pediu um parecer à ANTRAL sobre esta pretensão, tendo a ANTRAL dado um parecer positivo”, conta João Pedro Lucena.

Desde então a AdLight e a ANTRAL (que tem entre 9 e 10 mil táxis associados no país inteiro) têm um protocolo para a exploração de publicidade nos tejadilhos dos táxis. Nos dois primeiros anos a AdLight pretende concentrar esforços em Lisboa e no Porto, mas a partir do terceiro ano a ideia é avançar para outras cidades como Braga, Aveiro, Leiria, Faro, Viseu e Coimbra.

O material usado neste suporte é plástico e conta com iluminação ligada ao sistema de faróis do carro. “É um suporte com grande visibilidade porque está ao nível dos olhos e muito próximo do público-alvo, acompanhando os fluxos de pessoas”, explica João Pedro Lucena. O mesmo profissional argumenta que com 200 carros conseguem 5 milhões de contactos em Lisboa por semana, já que “cada carro anda em média 275 kms por dia”. Na opinião do responsável da AdLight trata-se de um excelente complemento para campanhas em televisão e mupis de maneira a trabalhar ao nível da notoriedade.

Até 2006 João Pedro Lucena foi sócio gerente da New Impact, tendo portanto experiência neste mercado. Actualmente, além da AdLight, dá aulas de marketing no IADE e trabalha em consultoria.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Conheça o programa completo da XVIII Conferência Human Resources
Automonitor
Nova estrutura da SIVA e SOAUTO mantém trabalhadores