Adidas alcança margem de lucro recorde

Adidas_2A fabricante germânica de material desportivo Adidas anunciou um resultado líquido de 308 milhões de euros no primeiro trimestre, mais 6,5% em relação período homólogo do ano passado. A companhia registou ainda a maior margem bruta de lucro da sua história.

Entre Janeiro e Março, as receitas da empresa até recuaram 1,9%, para 3,75 mil milhões de euros, o que se fica a dever ao menor número de eventos desportivos realizados neste período em comparação com o ano anterior. No entanto, a venda de produtos a preços mais elevados e o aumento das vendas nas lojas próprias da companhia, permitiram à Adidas aumentar a margem bruta de lucro de 47,7 para 50,1%.

«Apresentámos uma evolução forte da margem [bruta], o que é a nossa prioridade para este ano», afirma em comunicado Herbert Hainer, CEO da Adidas. «Reportámos receitas estáveis, apesar de estarmos a comparar com um ano muito bom em que as vendas estiveram associadas a eventos como os Jogos Olímpicos de Londres ou o Campeonato Europeu de Futebol, sem esquecer os desafios macroeconómicos que persistem na Europa», sublinha.

As receitas da Adidas caíram 6% na Europa – com destaque pela negativa para os mercados espanhol, italiano e britânico -, mas subiram 6% na China e 12% na América Latina. Já as receitas da Reebok – que faz parte do grupo, mas tem enfrentando dificuldades nos últimos anos – recuaram 16%.

De acordo com a agência Bloomberg, após o anúncio dos resultados, as acções da Adidas chegaram a disparar 6,2%, para 84,44 euros, o valor mais elevado desde 1995.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo