À procura de casa para as férias? 5 truques para pesquisas de sucesso na Airbnb

Se é daqueles que deixa tudo para a última hora e só está agora a procurar casa para as férias deste ano, toda a ajuda será bem-vinda. É que utilizar plataformas de pesquisa nem sempre é tão fácil como parece e o site da Airbnb, por exemplo, esconde algumas funcionalidades que poderão facilitar o processo.

É que numa plataforma onde as opções são tão variadas – apartamentos, quartos, turismos rurais, casas partilhadas, com ou sem piscina, com capacidade para 20 pessoas ou só um casal, no meio da cidade ou junto à praia – é natural que os utilizadores se percam e demorem mais tempo do que seria necessário para encontrarem aquilo que procuram.

De acordo com o El Economista, há pelo menos cinco dicas a ter em conta no momento de abrir o site da Airbnb. Algumas delas estão relacionadas com ferramentas da plataforma, outras são truques adicionais:

1 – Pesquisas flexíveis

Para quem não sabe muito bem onde quer ir, ou está disposto a receber sugestões de locais alternativos ao destino em mente, a Airbnb permite pesquisas flexíveis. Quero isto dizer que basta especificar a data e número de pessoas para ter acesso a um conjunto de propostas. Quem preferir, também poderá deixar as datas em aberto e partir totalmente à descoberta.

2 – Filtros para afunilar as opções

Não vale a pena ver casas que não permitem a presença de animais de estimação se já é ponto assente que o cão também vai de férias com a família. Também é desnecessário ficar apaixonado por um apartamento que, afinal, não é acessível a cadeira de rodas quando uma das pessoas do grupo se desloca desta forma. O melhor caminho, em casos como estes, será seleccionar os filtros que são condição para a reserva.

3 – Aproveitar o Google Street

Quando viajamos para locais que não conhecemos, podemos ter curiosidade sobre a zona envolvente. Mais do que fotos do apartamento, queremos saber como é a rua, qual o tipo de ambiente, se é um bairro residencial ou se não existe outro ser humano no espaço de 20 quilómetros. Para isso, poderá ser útil utilizar o Google Street como ferramenta adicional.

4 – Regatear o preço

Segundo o El Economista, poucas pessoas sabem que é possível negociar o preço a pagar por uma reserva via Airbnb. Isto porque os preços são estabelecidos pelos proprietários dos imóveis, que poderão decidir fazer alterações – para cima ou para baixo. Valerá, por isso, a tentativa através de uma troca de mensagens antes de fechar o pedido.

5 – Atenção às taxas adicionais

O preço que aparece na página da casa poderá não ser exactamente o montante final a pagar. Além do preço por noite, há que considerar outras taxas, como a de limpeza ou serviço, por exemplo. Em determinados destinos, também podem existir taxas turísticas.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...