«A outra vida da TMN»

MEO_2Zeinal não se cansou de o dizer: o objectivo é simplificar para conseguir uma maior eficácia. Por isso, a partir de hoje, aquela que foi a primeira marca de operador de telecomunicações móveis em Portugal (lançada em 1991), a TMN, dá lugar a MEO. A marca que, como sublinha o presidente executivo da PT, conseguiu o maior índice de notoriedade em todos os sectores, o ano passado.

Uma decisão de risco, assumiu Zeinal Bava, mas que teve como figura central o cliente: «Temos que estar organizados para servir melhor os nossos clientes que, cada vez mais, querem uma só marca».

Numa apresentação à comunicação social no MEO Arena – que se seguiu a uma feita a colaboradores (3.500 no Pavilhão e mais 7000 por webcast) – o CEO da PT deixou claro que esta é a prioridade da empresa, ou não tivesse obrigado a mexer no seu próprio DNA bem como na redefinição de processos e na reorganização das áreas de negócio.

A migração da TMN para MEO começou a ser desenhada há cerca de um ano e envolveu perto de 800 pessoas, 35 direcções e mais de 150 mil horas. De resto, Zeinal Bava confirmou ser visível desde 2007 que a convergência «iria ser uma vantagem competitiva estrutural».

Aliado à notoriedade da marca MEO, outro factor de peso foram os próprios resultados já que, segundo a empresa, em um ano a marca conquistou 1,5 milhões de contratos. Com a fusão, a MEO passa a declarar-se líder de mercado “na rede móvel com uma quota de 46,3%, já o sendo na oferta de serviços ‘triple-play’ (serviços de televisão, internet e telefone fixo) com uma quota de 47,2 por cento”.

A PT garante que os clientes da TMN continuarão a ter acesso aos mesmos serviços e tarifários e poderão continuar a ligar para o mesmo número de atendimento ao cliente (1696). Ganham em parque de lojas (+270) e em número de pontos de contacto (+4000), assim como numa oferta alargada de APPs e na sua gratuitidade. Todas as APPs passam então a fazer parte de um ecossistema integrado o seu acesso é gratuito.

Alterado foi o site, estando desde hoje já activo o novo meo.pt. Os clientes que entrem, como até aqui, em tmn.pt são redireccionados para o novo meo.pt.

Assumindo-se a MEO para o retalho, a PT passa a ser a marca para o segmento empresarial, onde, segundo Zeinal Bava, «é a referência». A marca a comunicar é agora PT Empresas que agrega os serviços prestados pela PT Negócios e pela PT Prime. Aliado à sua melhoria, haverá ainda uma simplificação do back office.

Para anunciar as mudanças, arranca hoje uma campanha multimeios com presença em televisão, rádio, imprensa, mobiliário exterior, internet e redes sociais. Os Gato Fedorento continuam a ser os protagonistas, assumindo personagens da TMN que se destacaram ao longo dos anos, como o Mimo (1998) ou os Reis Magos (2008).

O objectivo é então a consolidação do modelo de negócio PT e, este, passará por posicionar a empresa enquanto fornecedora de dados, bem como «ser capaz de penetrar cada vez mais clientes com um leque maior de serviços que ajude a aumentar a satisfação e a fidelizar», sublinhou Zeinal Bava.

Texto de M.ª João Vieira Pinto

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)