86% dos profissionais de Marketing consideram mudar de emprego

empresarios5De acordo com o Guia do Mercado Laboral 2014 da Hays, 86% dos profissionais de Marketing e Vendas consideram mudar de emprego este ano. Trata-se do valor mais alto de todos os sectores analisados pela empresa de recrutamento. Esta mudança poderá passar pelo estrangeiro, já que 82% afirmam ter disponibilidade para sair do país, sobretudo para a Europa (76%), América do Sul (37%) e América do Norte (34%).

Segundo a Hays quatro grandes factores têm influenciado o mercado de trabalho de Marketing e Vendas no último ano: o aumento das exportações, o bom momento do sector do Turismo, o desenvolvimento do universo online/digital e a fusão de algumas funções comerciais e de Marketing em perfis mais generalistas e abrangentes.

Enquanto os três primeiros têm gerado novas oportunidades e dinamismo nos recrutamentos, o último contribuiu para alguma desvalorização dos profissionais do Marketing dito mais “tradicional”. É que, explica a Hays, “parte do investimento na área tem sido gradualmente transferido para os departamentos comerciais. O facto é que algumas empresas, numa lógica de contenção de custos, atribuíram às suas equipas de vendas algumas responsabilidades de planeamento e promoção anteriormente reservadas ao Marketing, evitando assim o investimento em novas contratações”.

As exportações continuarão a ser o principal impulsionador de contratações no sector de Marketing e Vendas. Para abrir novos canais de venda e alargar a presença internacional, as empresas deverão investir na contratação de profissionais com fortes skills comerciais, que aliem o domínio de línguas estrangeiras, como o Inglês, Francês e Alemão, a uma forte capacidade de análise. Por outro lado, a crescente preocupação das empresas em trabalhar a sua presença online potenciará a procura por perfis de Marketing Digital que garantam o posicionamento da marca e desenvolvam toda a vertente de produção e optimização de conteúdos. Conhecimentos de SEO, SEM e de gestão de redes sociais serão cada vez mais valorizados.

Actualmente, os perfis mais solicitados nesta área específica são de Key Account Manager, Trade Marketeer, Gestor de Mercado Externo e Responsável de Marketing Digital. A Hays explica: “A gestão estratégica de preços, margens e volume de negócios para grandes contas é neste momento uma prioridade absoluta para a maioria das organizações, potenciando a procura por Key Account Managers com excelente capacidade de negociação. Trata-se, no entanto, de uma função muito centralizada em Lisboa, o que por vezes dificulta a identificação deste tipo de perfis na região Norte e Centro de Portugal. Por outro lado, a aposta nas exportações por parte de empresas no sector dos Vinhos, Têxtil, Calçado e Indústria Alimentar levou a um claro aumento no recrutamento de Gestores de Mercado Externo com know-how específico de determinados mercados internacionais. Estes profissionais são ainda difíceis identificar, já que são poucos os que conseguem aliar a orientação comercial e a formação académica em Engenharia exigida por muitos empregadores.” No top de perfis mais procurados estão também os Responsáveis de Trade Marketing, contratados para fazer face à crescente preocupação das empresas com toda a componente de comunicação e acções promocionais para o ponto de venda. Como já referido, o desenvolvimento da área de Marketing Digital é uma realidade e tem potencial para vir a alterar as dinâmicas de recrutamento nos próximos anos. Mas, por enquanto, os perfis recrutados em Portugal são bastante generalistas (Responsável de Marketing Digital, habitualmente) e garantem a gestão de todos os aspectos da presença online das empresas, não tendo ainda o grau de especificidade e especialização típicos de um perfil de Community Management, Content Marketing ou Campaign Management.

Já os perfis menos solicitados são para funções de Assistente de Marketing, Director de Marketing e Director Comercial.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Estes 10 benefícios vão ser os mais desejados pelos colaboradores em 2020
Automonitor
Os peculiares protótipos que a Daihatsu vai levar a Tóquio