8 passos para ser um consumidor mais ético

Se uma das resoluções para 2019 passar por consumir de forma mais ética, existem pelo menos oito passos a seguir. A Fast Company reuniu algumas das mudanças que qualquer pessoa pode adoptar de modo a reduzir a sua pegada de carbono e ajudar a impedir uma verdadeira crise ambiental:

1 – Optar por garrafas de vidro e reutilizáveis para o sabonete. Diminuir o número de garrafas de plástico em casa deverá ser um dos objectivos de consumidores que querem ser mais éticos e sustentáveis. Isto significa não só acabar com as garrafas de água de plástico mas também com outros recipientes semelhantes, como é o caso dos frascos de sabonete líquido, detergente para a loiça e champô. Uma das alternativas passa por comprar garrafas de vidro e, depois, enchê-las com sabonetes e detergentes vendidos a granel;

2 – Não usar saquinhos de plástico. Mais do que dizer que não aos sacos de plástico nas compras, é necessário também combater a utilização deste tipo de produto dentro de casa. Neste caso, a sugestão passa por substituir os saquinhos de plástico descartáveis utilizados para guardar sanduíches ou fruta cortada por embalagens reutilizáveis de materiais como o silicone (mais duradouro);

3 – Usar papel reciclado na cozinha e casa de banho. A escolha do papel higiénico e papel de cozinha também pode assentar em preocupações ambientais: basta escolher opções recicladas. É também aconselhável ter bastantes toalhas à mão para que o instinto passe de agarrar num papel para passar a ser agarrar numa toalha;

4 – Descobrir receitas sem carne. Encontrar refeições vegetarianas de que se gosta de facto e que não implicam fechar os olhos e tapar o nariz a cada garfada é outro dos passos a tomar. Nem todos os pratos sem carne são aborrecidos e sem sabor, mas é preciso procurar o que resulta para cada pessoa;

5 – Acabar com os envios urgentes. Partindo da realidade norte-americana e das entregas em dois dias da Amazon, a Fast Company sugere que se opte apenas pela modalidade de entregas urgentes quando o pedido é realmente urgente. Desta forma, reduzem-se os recursos utilizados pela empresa para proceder ao envio. Além disso, é boa ideia encomendar vários produtos de uma só vez, diminuindo o número de embalagens necessárias;

6 – Espalhar sacos reutilizáveis por todo o lado. Uma forma simples de não nos esquecermos de usar sacos reutilizáveis (de pano, por exemplo) em vez de comprar um novo (e de plástico) a cada ida ao supermercado passa por ter sacos espalhados por toda a parte: um na mala, outro no carro e ainda outro no local de trabalho, entre outros;

7 – Comprar menos roupa e escolher marcas sustentáveis. A maioria das pessoas tem muitas peças de roupa e grande parte delas é produzida graças a trabalho mal pago e materiais de fraca qualidade. Um consumo mais ético implica adquirir menos vestuário e acessórios e investir em peças de qualidade e vendidas por marcas sustentáveis;

8 – Ter uma palhinha reutilizável sempre à mão. Andar com uma palhinha reutilizável (de inox, por exemplo) na mala é mais um passo em direcção ao consumo sustentável. Desta forma, é mais fácil dizer não às palhinhas de plástico oferecidas pelos restaurantes e cafés.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Câmara de Lisboa vai contratar mais de 500 pessoas em diversas áreas
Automonitor
Escapadinhas: Avis lança a campanha “Weekend XXL”