5 tendências na fidelização hoteleira

A tecnologia e o avançar dos anos tornaram os consumidores mais exigentes, obrigando os diferentes sectores a um esforço no sentido de se adaptarem. Exemplo disso é a hotelaria, que está a ser convidada a rever os tradicionais programas de fidelização.

De acordo com o Wanup, clube de fidelização hoteleira, são cinco as tendências a ter em atenção nesta área, a nível europeu. Experiência e transparência são duas das palavras-chave para responder aos desafios colocados pela Geração Millennial que, em menos de três anos, corresponderá a metade dos viajantes frequentes:

 1 – Personalização. Perante o grande número de dados de que os hoteleiros dispõem sobre quem os visita, a tendência será para aproveitar essas informações em prol de uma experiência personalizada. Desta forma, é possível proporcionar aos hóspedes estadias à medida;

2 – Transparência. Mais de 20% dos europeus diz que não seria membro de um programa de fidelização hoteleira se não obtivesse em troca recompensas do seu interesse. Segundo o Wanup, este dado demonstra como os programas disponíveis pecam pela falta de transparência e simplicidade, fazendo com que as recompensas sejam o principal motivador;

3 – Digital. A possibilidade de ter o programa de fidelização no smartphone é um ponto a favor das cadeias hoteleiras. O formato aplicação permite, por exemplo, enviar notificações aos hóspedes e actualizar o perfil com as preferências. Além disso, refere o Wanup, algumas marcas estão a apostar em emojis personalizados para comunicar com os membros do programa, “uma tendência à medida de um público-alvo Millennial”;

4 – Hotéis Boutique. Design, autenticidade e experiência são três dos atributos que as cadeias de hotéis devem ter em atenção. Juntos, podem dar origem aos chamados hotéis boutique, que se tornarão os “mais procurados por este público”;

5 – Nova geração de viajantes frequentes. A quinta tendência apresentada está relacionada com as necessidades de uma nova geração, mais digital e exigente. As marcas devem acompanhar a evolução do seu comportamento, de modo a apresentar serviços que correspondam ao que imaginaram.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)