48% dos portugueses consumiria mais produtos embalados em vidro se fossem mais baratos

Quase a chegar ao fim a Semana Europeia da Redução de Resíduos, a Friends of Glass revela os resultados de um novo estudo que conclui que 8 em cada 10 consumidores europeus vêem o vidro como o material de embalagem do futuro – sendo considerado o material que mais contribui para uma vida e um planeta mais saudáveis.

A nível europeu, o vidro é o único material de embalagem que registou um aumento de consumo nos últimos três anos (8%), enquanto outras tipologias de embalagem, como o bag-in-box, o metal e o plástico registam reduções de consumo entre os 24% e 41%.

Em Portugal, os resultados foram ainda mais expressivos, com os produtos embalados em vidro a registarem um aumento na ordem dos 28%. Para este crescimento contribuem factores como o vidro ser considerado o material de embalagem com o processo de reciclagem mais eficaz (65% dos portugueses), o que causa menos abandono de embalagens usadas no ambiente, littering (47%), e aquele que dá origem a menos resíduos (45%).

O vidro é ainda referido como a melhor opção de embalagem para a saúde, por 26% dos portugueses. Em relação às categorias de produtos que gostariam de encontrar mais em embalagens de vidro nas prateleiras, 69% dos Portugueses referem os produtos lácteos, 55% os molhos e 46% as bebidas não alcoólicas.

Por outro lado, 48% dos portugueses assume que consumiria mais produtos embalados em vidro se estes fossem mais baratos. Entre as razões que mais limitam o consumo de produtos embalados em vidro, junto dos portugueses destacam-se ainda a menor conveniência (36%) e a disponibilidade de produtos embalados neste material (35%).

Ainda assim, 84% dos consumidores nacionais assume que recomendaria produtos embalados em vidro aos amigos, sendo que Portugal é o país europeu que mais associa as embalagens de vidro à prevenção dos efeitos das alterações climáticas (52%), a uma menor transferência de produtos químicos nocivos para os alimentos (40%) e a uma menor perda de qualidade dos alimentos e bebidas (39%).

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.