23% dos portugueses fazem refeições fora de casa

Os portugueses estão em linha com a média europeia no que respeita a refeições fora de casa: 23% toma o pequeno-almoço, almoça ou janta fora de casa pelo menos uma vez por semana. A conclusão é do relatório “Global Out-of-Home Dining Survey”, desenvolvido pela Nielsen, que revela ainda que 15% dos portugueses recorre a take-away/entregas ao domicílio com a mesma frequência. Ambos os valores correspondem aos registados a nível europeu.

A média mundial é mais elevada, dado que cerca de metade da população opta por fazer uma refeição fora de casa pelo menos uma vez por semana, especialmente nas regiões Ásia-Pacífico e América do Norte.

O jantar é a refeição que leva mais portugueses a procurar os restaurantes (68%), o que representa «uma óptima notícia para Portugal, uma vez que o ticket médio de jantar é superior ao de almoço», de acordo com Jorge Macôr de Brito, Retailer Services associate manager da Nielsen. Nos últimos seis meses, os portugueses optaram mais por restaurantes casuais (63%), seguidos de restaurantes de refeições rápidas/fast-food (58%), cafés (41%) e restaurantes formais (33%).

O mesmo estudo indica ainda que, no caso de sobrar algum dinheiro após as despesas habituais, 22% dos portugueses mostra-se disponível para gastá-lo em entretenimento fora do lar. Preços razoáveis, qualidade e serviços são os critérios mais procurados.

Jorge Macôr de Brito avança ainda que, tendo em conta este cenário, a realidade digital não deve ser deixada ao acaso. O responsável faz referência a sites em que os consumidores podem consultar o preço e menu, entre outros aspectos, para que possam tomar uma decisão, «sendo por isso importante, cada vez mais, a referenciação dos restaurantes nesses ‘locais’».

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pela diversidade no local de trabalho
Automonitor
Porsche mostra versão mais acessível do Taycan